Publicidades

22/01/2014 | 18:09 | Educação | Três de Maio

Rondonistas embarcam nesta sexta-feira para o Maranhão

Equipe da Faculdade Três de Maio participa de 25 de janeiro a 10 de fevereiro da Operação Portal da Amazônia

Foto: Setrem/Divulgação


Depois da comemoração pela aprovação do projeto da Sociedade Educacional Três de Maio (SETREM) na Operação Portal da Amazônia, da visita de reconhecimento realizada pela coordenadora da Instituição no Projeto Rondon, Priscila Lorenz, e de várias reuniões de planejamento, nesta sexta-feira a equipe de rondonistas da SETREM embarca para colocar em prática as ações previstas à comunidade de Amarante do Maranhão.



Além da coordenadora, a equipe é formada pelo professor Paulo Pereira e pelas acadêmicas Daniela Cristina Reckziegel Heberle, Fernanda Segatto, Flávia Graziela Riese, Naiara T. Hoppen, Pâmela Luana Lipke, Ritiéli Lippert da Silva, Sílvia L. Schmitt e Tiéle Morgana Ristoff. Os rondonistas permanecem no Maranhão de 25 de janeiro a 10 de fevereiro.



Segundo Pereira, entre as atividades estão a formação de lideranças para atuação em saúde e educação. "Vamos trabalhar com diversas temáticas, entre elas a humanização na saúde e o melhoramento nas práticas dentro de hospitais e unidades de Estratégia de Saúde das Famílias (ESFs). Teremos também formação continuada para professores e algumas oficinas de artesanato como forma de gerar renda e valorizar a cultura local", destaca.



Potencializando a formação acadêmica



Ansiosas por esta grande experiência em suas trajetórias pessoais e acadêmicas, as estudantes destacam a importância desta oportunidade em suas vidas. "Participar do Projeto Rondon vem a contribuir com a formação acadêmica em um sentido de responsabilidade social e coletiva em prol da cidadania, do desenvolvimento e da defesa dos interesses nacionais, oportunizando por meio de ações participativas e voluntariadas desenvolver oficinas as quais nos desafiam a pensar na realidade do país, sendo um aprendizado para toda a vida”, projeta a rondonista Pâmela Lipke.



"O Projeto proporciona a integração desde o primeiro momento, além da busca por novos conhecimentos e a possibilidade participar de ações coletivas em uma região com realidade diferente da que estamos habituados. Isso permite que coloquemos em prática os conhecimentos obtidos no decorrer da formação, vivenciando novas experiências em uma nova cultura", conclui Sílvia Schmitt.


Fonte: Assessoria de Comunicação SETREM

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer