Publicidades

20/08/2020 | 06:24 | Educação

Estudantes do Curso Normal do CFJL realizam socialização online de microestágios

Quando reinventar-se é a palavra de ordem: estudantes do Curso Normal do CFJL realizam socialização online de microestágios

CFJL - Marketing


Os estudantes do Curso Normal do CFJL finalizaram um trimestre de muitos desafios, com as práticas de microestágios na Educação Infantil e Séries Iniciais sendo realizadas online. Os alunos realizaram 20 horas (duas semanas) de práticas pedagógicas em cada um dos níveis, em escolas da Rede Municipal de Educação de Horizontina. Com a finalização das atividades, eles foram avaliados pela prática e socialização em todos os componentes curriculares do 4º ano, seja do núcleo comum ou da formação profissional, em 80% da nota do trimestre.


Durante as socializações os normalistas apresentaram as principais atividades realizadas em cada um dos níveis, tendo cuidado para fazer referências a todas as áreas do conhecimento. Também apresentaram o tema de pesquisa do relatório, com citação bibliográfica e considerando pontos fortes e fracos dos microestágios.


Assim como os professores regentes das turmas, os futuros professores também tiveram que se reinventar nos métodos de ensino, neste período de práticas. Cada nível, turma e escola contou com materiais voltados a sua realidade. Na Educação Infantil, os estudantes gravaram vídeos diários para serem encaminhados às famílias, sobre as atividades a serem realizadas e também com atividades de contação de histórias. Já nos anos iniciais, eles encaminharam as atividades por meio de vídeos, áudios, contação de histórias, atividades e exercícios.


A coordenadora do Curso Normal, professora Sônia Bianchi, relata o desafio dos estudantes, principalmente no que se refere às atividades remotas, tendo que planejar para crianças quase que imaginárias e tendo um retorno muito menor das atividades por parte das famílias. “O reinventar-se... Na verdade, eles precisaram se reinventar de duas formas em menos de quatro meses, primeiramente como alunos e depois como professores, mesmo considerando que eles têm mais facilidade em relação aos recursos tecnológicos, não foram preparadas para isso. Mesmo assim, deram conta com o acompanhamento e apoio total do grupo de professores do Curso Normal, bem como, com o auxílio das professoras regentes das escolas”, destaca Sônia.

Fonte: CFJL - Marketing

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer