Publicidades

29/05/2020 | 05:39 | Polícia

BM liberta casal que vivia em condições análogas à escravidão em Venâncio Aires

Dono de propriedade rural, de 52 anos, foi preso em flagrante

Divulgação/Portal Arauto


Um casal que vivia em condições análogas à escravidão foi resgatado nesta quinta-feira (28) pela Brigada Militar em uma propriedade rural no interior de Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo. Um homem de 29 anos e a companheira de 39 relataram que estavam no local há seis anos e recebiam apenas R$ 10 por semana para realizar as tarefas na lavoura, como o trato do tabaco, gado, roçada, corte de lenha e outros serviços.


Ambos viviam em condições degradantes na fazenda e não recebiam nenhum tipo de material de higiene e limpeza. Os documentos da mulher haviam sido retidos pelo proprietário do local. O homem, de 52 anos, foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Federal de Santa Cruz do Sul, onde foi formalizada a prisão em flagrante. 


Após o registro, policiais militares levaram o casal para um local seguro e com condições dignas. Os dois passarão a receber os cuidados da assistência social do município de Venâncio Aires.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer