Publicidades

22/09/2014 | 05:53 | Cultura | Três de Maio

Orgulho gaúcho e brasileiro na avenida em Três de Maio

Os desfiles ocorreram na Av. Santa Rosa

Foto: Laisa Marques


Milhares de pessoas acompanharam, na manhã de sábado, 20, os desfiles cívico e tradicionalista alusivos a Independência do Brasil e à Revolução Farroupilha. Houve um pequeno atraso na abertura do evento. Segundo o secretário da Educação, Ernani Rehn, em entrevista a Rádio Colonial, a garoa que caiu no início da manhã atrapalhou a montagem do sistema de sonorização. O prefeito Olívio Casali, o presidente da Câmara de Vereadores Mauri Mella e o representante do Judiciário Paulo Antunes tiveram que aguardar em pé a instalação do som antes de subirem ao palanque oficial.


A agilidade e organização da prefeitura, e das escolas e entidades, no entanto, fez com que o desfile encerra-se até mesmo antes do prazo previsto que era o meio-dia, durando menos de três horas.


O publico demorou, também, para chegar a Avenida Santa Rosa. Desde cedo muitas pessoas foram vistas paradas nas calçadas ao longo da Avenida Uruguai, tradicional local onde os desfiles são realizados em Três de Maio. Muitos chegaram no local certo quando o desfile já tinha iniciado. Apesar disso, a maioria das pessoas gostou da mudança de lugar e a realização dos dois desfiles juntos.


A Avenida Santa Rosa possibilita um campo de visão maior e quem ficou na parte elevada da via conseguia ver todo o desfile desde a saída das escolas na rótula com a Av. Uruguai. Muitas mostraram orgulho acenando e aplaudindo as crianças e os adolescentes que passavam na Avenida.


As escolas do campo e da cidade, entidades, projetos sociais e o CTG Tropeiros do Buricá capricharam nos preparativos e levaram para a Avenida o amor pela Pátria e pelo Estado, representado em belas ornamentações e fantasias. O tema nacional “Amazônia Patrimônio Brasileiro”, o estadual “Um jeito de ser brasileiro: Lupicínio Rodrigues 100 anos de dores e amores” e o municipal “Valorização a Vida”.


O Desfile Farroupilha fechou as comemorações cívicas com um grande número de tradicionalistas de todas as idades desfilando na Santa Rosa. Crianças, adolescentes, adultos e idosos demonstraram o orgulho pelas tradições gaúchas. O carretão de bois do ctg conduziu a 1ª Prenda Mirim da 20ª Região Tradicionalista, Yamin Castro Reinher. Um cavalo mais aporreado exigia firmeza do tradicionalista que estava montado nele ao insistir em relinchar e empinar, chamando a atenção do público.

Fonte: Alexandre de Souza

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer