Publicidades

14/05/2020 | 05:21 | Saúde | Três de Maio

Dengue: equipe de endemias realiza ações de combate a proliferação da doença

Secretaria de Saúde ressalta a importância da população colaborar com as ações de prevenção


Além de ações no enfrentamento do COVID-19, a equipe da Secretaria Municipal de Saúde de Três de Maio segue intensificando ações nos trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti, causador da dengue.



A equipe de Agentes de Endemias seguem as visitas domiciliares com todas as medidas de segurança do COVID-19. O carregamento de pneus segue com o fluxo normal, porém equipe solicita a quem tenha borracharia e locais de descarte que mantenham os pneus em local coberto para que não seja um criadouro do mosquito.



O trabalho dos agentes de endemias é intensificado, pois qualquer local úmido e com água parada é criadouro do Aedes aegypti. De acordo com a Coordenadora da Vigilância em Saúde, Rudiane Redel, “o combate à dengue é uma ação que deve começar pelo morador, que é responsável pelo lixo e objetos que se acumula em seu quintal, que muitas vezes, mesmos organizados nos quintais, são criadouros do mosquito e devem ser eliminados ou ter a devida limpeza e proteção”.



Até o momento, no município de Três de Maio foram detectados 10 casos confirmados de dengue autóctones e 1 caso importado. Dos casos confirmados, 2 se encontram no Bairro Planalto, 4 no Centro, 1 no Bairro Promorar, 2 no Bairro  Oriental, 1 no Bairro Primavera e 1 caso exportado. Três pacientes aguardam resultados do Lacen.        



Dicas de prevenção:



- Evitar usar pratos nos vasos de plantas. Se utilizar, coloque areia até a borda do prato, fure os vasos de plantas e flores;



- Plantas como bromélias devem ser evitadas porque acumulam água;



OBS: Se você tem uma bromélia em casa, atenção: a espécie está na lista de possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti em decorrência do estilo e formato de suas folhas. A estrutura de vários espécimes dessa planta conta com uma parte chamada de "tanque" ou roseta no centro, onde ficam armazenados nutrientes e acumula água, fornecendo condições para a proliferação de insetos, inclusive o mosquito da dengue.  



- Coloque latas, tampas de garrafas, cascas de ovos e outras embalagens vazias em sacos plásticos bem fechados antes de descartá-los;



- Mantenha as lixeiras tampadas;



- Lave com escova os potes de comida dos animais duas vezes por semana, no mínimo;



- Deixe a tampa do vaso sanitário fechado e dê descarga no mínimo uma vez por semana em banheiros pouco usados como em salões de festas, ginásios e outros;



-  Coloque cimento nos cacos de vidro dos muros;



-  Mantenha os ralos vedados e desentupidos;



- Guarde os pneus secos e em local coberto e/ou então preencha-os com areia ou até mesmo fure;



-  Mantenha as calhas das casas com bom caimento e limpas, para que com a água da chuva elas fiquem desentupidas e limpas para a boa circulação da água e caimento natural da mesma;



- Retire água acumulada na laje, calçadas, muros, construções, lonas;



-  Retire a água e limpe as bandejas externas de geladeiras;



- Deixe os depósitos para guardar água sempre vedados, sem nenhuma abertura, principalmente as caixas d’água, certifique-se de que estão bem vedadas e faça uso de cloro para tratar as mesmas e utilize telas para vedar da forma correta – verifique se a tela não tem furos e está de acordo com o tamanho da caixa, sobrando nas bordas laterais;



-  Guarde as garrafas com o gargalo para baixo;



- Evite acumular entulhos e madeiras, pois podem se tornar locais de foco do mosquito e escorpião – importante evitar qualquer local úmido e com acumulo de materiais e objetos;



- Tratar a água de piscinas com cloro ou manter tampadas,  limpe-as uma vez por semana no mínimo;


Fonte: Caroline Cassel/Cordenadoría de Comunicação PM-Três de Maio

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer