Publicidades

01/05/2020 | 04:58 | Esporte

Decreto da prefeitura de Porto Alegre libera trabalhos físicos em clubes esportivos

Documento também prevê reabertura de áreas administrativas respeitando distância mínima de dois metros entre os funcionários

Divulgação


A prefeitura de Porto Alegre publicou no final da noite desta quinta-feira (30), a atualização do documento que decreta o estado de calamidade pública em razão do coronavírus. 


Entre as flexibilizações que passam a valer a partir desta sexta-feira (1º), conforme o decreto nº 20.562, clubes esportivos estão autorizados a realizar trabalhos físicos. O documento prevê que áreas internas, como academias e refeitórios permaneçam fechadas, mas os centros de treinamento podem ser abertos apenas para atividades dos atletas profissionais contratados e respeitando distância mínima de dois metros.


Desta forma, jogadores da dupla Gre-Nal devem retomar as atividades físicas em seus CTs — respeitando as orientações de distanciamento e higienização —, como já era cogitado para o começo da semana que vem.


O novo decreto também libera as atividades de autônomos, profissionais liberais, microempresas, serviços de advocacia e contabilidade, conselhos de fiscalização e marinas, desde que para a guarda e manutenção de embarcações.


Também está permitido o funcionamento de locais para atividades físicas, de forma individualizada, limitado a um aluno por vez  podendo ser acompanhada por profissional, observadas as regras de higienização e o distanciamento interpessoal de, no mínimo, dois metros, vedada a aglomeração. 


Salões de festa, quiosques, espaços gourmet, salões de jogos, salas de cinema, espaços de recreação e piscinas em condomínios residenciais devem permanecer fechados. É permitida a utilização das demais áreas de convivência, observado  o distanciamento interpessoal.


Na lista de vetos, foram incluídas as proibições de quadras esportivas e parques de diversão. Também seguem suspensas atividades presenciais de ensino infantil, fundamental, médio e superior, das redes pública e privada, incluindo cursos de idiomas, esportes, artes, culinária e similares. Fica permitido apenas o ensino individual de música, dança e artes. 


O funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de serviços em geral deve ser realizado com equipes reduzidas e com restrição ao número de clientes atendidos concomitantemente, observado o distanciamento mínimo entre clientes e funcionários nas áreas de trabalho e de circulação. Locais que possuam sala de espera para atendimento deverão observar e assegurar o distanciamento mínimo e disponibilizar álcool em gel 70%.


O novo decreto do prefeito Nelson Marchezan ainda determina o retorno integral dos servidores da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, da Secretaria Municipal da Fazenda, entre outras diretorias, como a de Planejamento e de Habitação, e também de organizações, como a FASC. Servidores com mais de 60 anos estão proibidos de retornar, exceto os vinculados aos serviços essenciais como a Secretaria Municipal de Saúde, DMLU, Dmae, entre outros.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer