Publicidades

30/04/2020 | 09:08 | Política

Bolsonaro e Mourão vêm a Porto Alegre para a posse do novo chefe do Comando Militar do Sul

Cerimônia ocorre na quinta-feira (30), às 11h, no QG do Exército e não será aberta ao público, como precaução contra o coronavírus

General Valério Stumpf (foto), gaúcho de São Gabriel, volta ao Rio Grande do Sul para chefiar o Comando Militar do Sul (CMS) - Exército / Divulgação


O presidente Jair Bolsonaro e o vice-presidente, Hamilton Mourão, confirmaram presença na posse do general gaúcho Valério Stumpf Trindade como novo chefe do Comando Militar do Sul (CMS). A cerimônia será às 11h de quinta-feira (30), no Salão de Honra do CMS, localizado na rua dos Andradas, no Centro de Porto Alegre. O general assume no lugar do general Geraldo Antonio Miotto, que irá para a reserva. 


O CMS, uma das mais importantes instituições do Exército, reúne cerca de 50 mil militares dos três estados do Sul. Estarão presentes na cerimônia, também, o general Edson Leal Pujol, Comandante do Exército, e o Ministro da Defesa, general Fernando Azevedo.


As autoridades convidadas estão sendo orientadas a chegarem mais cedo, por volta das 10h15min. Em função da pandemia do coronavírus e da necessidade de evitar aglomerações, os convites foram restritos a 40 pessoas.


O evento de Transmissão de Cargo de Comandante Militar do Sul não será aberto à imprensa, tendo em vista a necessidade de se evitar aglomerações de pessoas em decorrência da pandemia da covid-19. Todo o evento será transmitido, ao vivo, a partir das 10:50, no Canal do Comando Militar do Sul no Youtube, na página do Comando Militar do Sul na internet e no Facebook do CMS.


O general Valério Stumpf exercia até o momento a Secretaria de Economia e Finanças do Exército. Gaúcho de São Gabriel, ele é um dos mais prestigiados e experientes militares brasileiros. Foi observador das Nações Unidas em duas guerras civis – na Bósnia e em Angola – e também foi secretário-executivo do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que cuida da segurança presidencial e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).


Em outras funções, foi instrutor em três das principais escolas das Forças Armadas: a Academia Militar das Agulhas Negras (RJ), a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais e a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer