Publicidades

23/03/2020 | 05:37 | Saúde

Na última semana, número de casos novos de coronavírus por dia aumenta quase sete vezes no mundo

Crescimento é puxado pelo cenário italiano, que até agora registra mais de 60 mil doentes

Na última sexta (21), 32 mil novas pessoas no mundo foram diagnosticadas com covid-19, contra 4.617 na sexta anterior - Aris Messinis / AFP


O número de novas pessoas diagnosticadas com coronavírus em um único dia aumentou quase sete vezes na última semana, mostram dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) analisados por GaúchaZH. Faz mais de três meses que os primeiros casos foram identificados na China.


Na última sexta-feira (21), 32 mil novas pessoas no mundo foram oficialmente diagnosticadas com a covid-19, contra 4.617 na sexta-feira anterior (14), um aumento de 693%. Os dados indicam que, a nível mundial, a pandemia segue em franca expansão. 


Como consequência da alta velocidade nos diagnósticos diários, o total de pessoas com coronavírus no mundo cresceu 73,3% nos últimos sete dias, passando de 153,5 mil na sexta do dia 14 para 266 mil na última sexta-feira. Os dados são do último boletim da OMS, de sábado (21), que sempre traz informações com um dia de atraso em comparação aos balanços diários divulgados por cada país.  


A expansão do coronavírus é puxada pela Itália, que bateu recorde pelo quarto dia seguido nos casos diários e registrou 6 mil novos italianos infectados na sexta-feira, totalizando 47.021 mil doentes. O número aumentou para 60 mil no domingo, com 5.476 óbitos. Na prática, quase duas a cada 10 pessoas com covid-19 no mundo são da Itália. A curva epidêmica no país vem crescendo, como mostrou análise comparativa de GaúchaZH na velocidade da pandemia em diferentes países.


Médicos italianos descrevem um “cenário de guerra”: não há leitos nem equipamentos suficientes para atender à população, hospitais precisam decidir quem irá viver ou morrer e familiares não conseguem se despedir de parentes mortos porque precisam ficar de quarentena. Como faltam leitos hospitalares regulares, os mais jovens estão ficando sem tratamento e começando a entrar para as Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs). 


Aumento de casos no Brasil


O Brasil vem registrando um aumento no número de casos desde quarta-feira (18), realidade que deve seguir nas próximas semanas. Neste sábado, o país diagnosticou oficialmente 1.128 pessoas com coronavírus, segundo o Ministério da Saúde. No domingo, o número aumentou para 1.546, ou seja, 418 casos novos de sábado para domingo.


Os números devem ser muito maiores : pesquisa coordenada pela Escola de Saúde Pública da Universidade Columbia, de Nova York, mostra que assintomáticos foram responsáveis por dois terços das infecções registradas em Wuhan, na China.


Ainda assim, é cedo para dizer se o Brasil viverá uma realidade como a Itália, alertam epidemiologistas. Em números totais de casos, as três primeiras semanas de coronavírus no Brasil foram piores do que na Itália, na Espanha e na França, mas melhores do que o Irã, mostrou análise de GaúchaZH. 


Enquanto isso, a velocidade de expansão vem subindo no Brasil: com base em dados do sábado, é necessário 1,95 dia para que o total de casos duplique, indica análise do Observatório Covid-19, grupo de estudos formado por cientistas da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Brasília  (UnB), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Federal do ABC (UFABC), Universidade de Berkeley (Estados Unidos) e Universidade de Oldenburg (Alemanha). Uma semana atrás, eram necessários 2,31 dias para que o total de casos duplicasse. O observatório não calculou os números utilizando os dados anunciados no domingo.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer