Publicidades

08/03/2020 | 21:04 | Esporte

Com gol no início do jogo, reservas do Grêmio vencem o Pelotas

Atacante Pepê marcou logo aos dois minutos do primeiro tempo

Grêmio de Pepê somou mais três pontos no Gauchão e segue líder do Grupo B - Jefferson Botega / Agencia RBS


Nada melhor do que entrar em uma semana de Gre-Nal com uma vitória. Este é o caso do Grêmio que, mesmo sem apresentar um bom futebol, foi ao Estádio da Boca do Lobo e venceu o Pelotas por 1 a 0 neste domingo (8). O único gol da partida foi anotado por Pepê, ainda nos minutos iniciais. O resultado mantém o Tricolor na liderança do Grupo B, com seis pontos conquistados em duas rodadas neste segundo turno do Gauchão. Mais do que isso, dá tranquilidade para pensar apenas no clássico da Libertadores a partir de agora.


Com a cabeça voltada para o confronto com o Inter, o técnico Renato Portaluppi deixou os titulares em Porto Alegre e enviou à zona sul do Estado uma equipe de suplentes. Tão logo iniciou o jogo, eles deram a impressão de que poderiam construir uma vitória tranquila fora de casa. Com apenas dois minutos, Darlan fez um belo lançamento para Pepê que, em disparada, saiu na cara do goleiro. Com frieza, o atacante apenas escorou para o fundo das redes: 1 a 0.


O Pelotas tentou diminuir o prejuízo e, no reinício da partida, o volante Felipe Guedes acertou um petardo no travessão de Paulo Victor. Acuado, o Grêmio acionava a velocidade de Pepê para sair em contra-ataques. Aliás, de tanto levar vantagem sobre seus marcadores, o atacante gremista virou alvo de uma entrada violenta do volante Michel Schmöller, que recebeu apenas o cartão amarelo.


O lance destoou pois, com a bola no pé, os pelotenses mostraram ter condições de empatar a partida. Por volta dos 20 minutos, os donos da casa pediram pênalti em Jô. O árbitro mandou seguir e Talles Cunha cruzou na área. Os defensores gremistas se apressaram para desviar o rumo da bola, que passou rente à trave.


Aos 35, os goleiros trabalharam para que o placar não fosse alterado. Primeiro, foi a vez de Paulo Victor espalmar cobrança de falta venenosa, à meia altura, de Hugo Sanches. No contra-ataque tricolor, Douglas Silva barrou o chute de Patrick. O goleiro gremista voltaria a ser exigido antes do intervalo, espalmando cabeceio de Tadeu.


Na volta para o segundo tempo, o filme começou praticamente igual. Porém, acionado por Thiago Neves, Luciano tentou encobrir o goleiro e desperdiçou a chance de aumentar o marcador aos três minutos.


Talvez pelo forte calor, a qualidade técnica da partida foi caindo aos poucos. Com isso, Jean Pyerre foi chamado do banco de reservas, voltando após quase seis meses afastado por lesão. Aos 28, foi ele quem circulou a bola até que chegasse aos pés de Luciano, mas o centroavante bateu torto e fraco.


Os pelotenses devolveram na mesma moeda. Wallacer ingressou no jogo, tabelou com Tadeu e, de dentro da área, chutou sem direção. No final das contas, as duas finalizações resumiram o que foi a segunda etapa: equipes cansadas e sem força para alterar o placar.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer