Publicidades

11/02/2020 | 21:31 | Esporte

Com gols de Boschilia e Marcos Guilherme, Inter vence La U e avança na Libertadores

Colorado aguarda ganhador do duelo entre Tolima e Macará para conhecer próximo adversário

Boschilia abriu o placar para o Inter no Beira-Rio - Mateus Bruxel / Agencia RBS


O Inter de Eduardo Coudet passou no primeiro grande teste da temporada. Na noite desta terça-feira (11), o Colorado fez valer o fator Beira-Rio e se impôs para vencer a Universidad de Chile por 2 a 0 e avançar para a próxima etapa da pré-Libertadores. Reforços que chegaram no começo do ano, o meia Boschilia e o atacante Marcos Guilherme marcaram os gols na noite de festa para a torcida colorada.


Classificado, o Inter agora espera pelo vencedor do duelo entre Deportes Tolima e Macará, que se enfrentam nesta noite na Colômbia. O Tolima está em vantagem por ter vencido o jogo de ida, no Equador, por 1 a 0. Antes do próximo compromisso pela Libertadores, o Colorado terá o Gre-Nal pela semifinal do primeiro turno do Gauchão.


Conforme disse o capitão D’Alessandro na véspera, o Inter, por sua história, tinha obrigação de superar as dificuldades do começo trabalho de um novo técnico e vencer a La U para seguir na Libertadores. Com a ambição de um bicampeão da América, o time teve a iniciativa desde os primeiros minutos empurrado por um Beira-Rio com clima de decisão.


O Colorado pressionou ao longo de toda a etapa inicial, que terminou com 71% de posse de bola e não deixou o time chileno finalizar contra o gol de Marcelo Lomba. O Inter teve duas chances antes dos 10 minutos. Aos 2, D’Alessandro pegou o rebote da entrada da área e chutou para defesa do jovem goleiro Campos. Aos 9, Cuesta, como se fosse um atacante, invadiu a área e chutou cruzado para fora. O lance poderia ter tido final mais feliz para os colorados caso o argentino tivesse visto Guerrero livre na área.


Aos 13 minutos, Coudet teve de mexer no time por lesão de Patrick. O chamado para entrar foi Boschilia, uma opção que se mostrou acertada. O meia contratado do Monaco entrou aceso e logo em seu primeiro lance cruzou para Guerrero, que quase marcou seu gol.


O Inter empurrava a Universidad de Chile para o seu campo, mas tinha dificuldade para encontrar espaços para finalizar de dentro da área. D'Alessandro tomou a iniciativa de articular pela faixa central, porém sem conseguir tirar da cartola um passe que deixasse algum companheiro livre para o chute. O espaço era encontrado pelo lado esquerdo, onde Moisés pecava na hora da assistência.


Se existia dificuldade para criar com posse de bola, o torcedor colorado pôde tirar o grito de gol da garganta a partir de uma pressão na saída dos chilenos. Boschilia foi esperto para desarmar o zagueiro Carrasco após o tiro de meta curto batido pelo goleiro Campos, invadiu a área finalizou com tranquilidade para as redes: 1 a 0 aos 42 minutos e festa no Beira-Rio.


Em desvantagem, o técnico Hernán Caputto fez duas trocas na Universidad de Chile para o segundo tempo. Gonzalo Espinoza e Franco Lobos entraram com a missão de aumentar o poder de criação da equipe chilena, que precisava de, pelo menos, um gol para conseguir a classificação.


O maior ímpeto ofensivo da La U permitiu espaços ao Inter. Aos 6, Edenilson se aproveitou disso e lançou Guerrero às costas da defesa. O peruano, no entanto, demorou para finalizar e perdeu a chance do segundo gol.


Aos 16 minutos, Coudet tomou uma decisão corajosa. Para ganhar velocidade no setor ofensivo, ele sacou D'Alessandro para a entrada de Marcos Guilherme. E mais uma vez a troca do argentino se mostrou correta. Aos 30, Marcos Guilherme transformou um lançamento de Moisés em gol. Ele dominou a bola, deixou o zagueiro Mago no chão e ainda passou pelo goleiro Campos antes de mandar para o gol e garantir a classificação colorada.


Ficha técnica - Libertadores - Fase preliminar


INTER (2)


Marcelo Lomba; Rodinei, Moledo, Cuesta e Moisés; Musto (Johnny, 39'/2º); Edenilson, Lindoso, Patrick (Boschilia, 13'/1º); D'Alessandro (Marcos Guilherme, 16'/2º) e Guerrero.


Técnico: Eduardo Coudet


UNIVERSIDAD DE CHILE (0)


Campos; Matías Rodríguez, Carrasco, Luis Del Pino Mago e Beausejour; Camilo Moya, Galani, Aránguiz (Zacarias, 37'/2ºT), Cornejo (Espinoza, INT); Larrivey e Henriquez (Franco Lobos, INT).


Técnico: Hernán Caputto


GOLS: Boschilia (I), aos 42 do primeiro tempo; Marcos Guilherme (I), aos 30 do segundo tempo.


CARTÕES AMARELOS: Rodinei, D'Alessandro, Musto, Lindoso, Guerrero (I); Matías Rodríguez, Carrasco, Moya (U)


PÚBLICO: 41.864 (38.972 pagantes)


RENDA: R$ 1.794.150,00


LOCAL: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)


ARBITRAGEM: Esteban Ostojich, auxiliado por Carlos Barreiro e Horario Ferreiro (trio uruguaio)


Próximo jogo — Gauchão


Inter x Grêmio


Sábado, 15/2/2020, 16h30min

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer