Publicidades

28/11/2019 | 05:42 | Esporte

Grêmio é dominado e perde por 2 a 0 para o Athletico-PR na Arena da Baixada

Tricolor voltou a jogar mal na casa do rival, mas segue próximo de vaga na fase de grupos da Libertadores

Marcio Azevedo abriu o placar para o Athletico-PR, no primeiro tempo - Enio Margarida / Photo Premium/Lancepress!


O Grêmio foi derrotado pelo Athletico-PR por 2 a 0 na noite desta quarta-feira (27), na Arena da Baixada, pela 35ª rodada do Brasileirão. Os gols foram marcados por Márcio Azevedo e Nikão. Sem conseguir impor seu estilo de jogo em nenhum momento da partida, o Tricolor deixou escapar com o resultado a oportunidade de garantir matematicamente sua vaga na fase de grupos da Libertadores de 2020 nesta rodada. 


Apesar da derrota, o time de Renato Portaluppi ainda está em situação confortável. Basta uma vitória nas últimas três rodadas para o Grêmio confirmar a vaga direta na fase de grupos da Libertadores. O Tricolor ainda irá enfrentar São Paulo (C), Cruzeiro (C) e Goiás (F).


Após vencer o Palmeiras no Allianz Parque, o Grêmio entrou no gramado da Arena da Baixada para encarar o Athletico-PR sem Léo Moura e Maicon, preservados. Rafael Galhardo e Michel foram os escolhidos para entrar na equipe. Já o Athletico-PR teve o desfalque de seu principal jogador, o meio-campista Bruno Guimarães.


No primeiro tempo, o que se viu foi um Athetico-PR muito bem organizado e com uma proposta de jogo bem definida: atacar explorando os lados do campo. Com Nikão e Rony contando com os apoios dos laterais Jonathan e Márcio Azevedo, o Furacão foi mais perigoso ao longo de toda a primeira etapa. Sem Maicon, o Grêmio não conseguiu ter o seu habitual controle no meio-campo, setor que acabou dominado pelo trio Wellington, Lucho González e Camacho.


O Tricolor conseguiu atacar apenas em iniciativas pessoais, quase sempre pelo lado esquerdo com Everton e Cortez. Foi do lateral-esquerdo que saiu a principal chance de gol gremista no jogo. Aos 25, Cortez cruzou com o pé direito e encontrou Alisson sozinho na área. O atacante, no entanto, acabou não conseguindo acertar em cheio na bola e cabeceou por cima do gol de Santos.


O Athletico-PR já tinha tido antes, aos 9, uma grande oportunidade com Marcelo Cirino após bela jogada de Rony. E foi Rony quem atormentou a defesa do Grêmio ao longo da primeira etapa. Caindo na maior parte do tempo no setor de Galhardo, o camisa 7 foi o principal jogador do Furacão.


Com superioridade nas ações ofensivas, o Athletico-PR chegou ao gol aos 32 minutos. O lateral-esquerdo Márcio Azevedo tabelou com Rony e apareceu às costas de Galhardo para bater cruzado e vencer Paulo Victor abrindo o placar na Arena da Baixada: 1 a 0. O Grêmio quase não mostrou reação após o gol e foi para o intervalo em desvantagem.


Era preciso uma grande mudança para o Grêmio tomar o controle da partida no segundo tempo, mas isso não ocorreu. O Athletico-PR iniciou a segunda etapa em um ritmo ainda mais forte e não demorou para ampliar sua vantagem.


Aos 15 minutos, após um chute de Nikão, a bola bateu na mão de Matheus Henrique. O árbitro Bruno Arleu de Araújo não percebeu a infração, mas acabou marcando o pênalti após auxílio do VAR. O próprio Nikão assumiu a responsabilidade de fazer a cobrança e bateu forte, sem chance para Paulo Victor: 2 a 0.


Qualquer tentativa de reação do Grêmio foi por água abaixo em seguida. Logo após o segundo gol dos paranaenses, Diego Tardelli perdeu a cabeça, acertou um chute em Nikão e foi expulso deixando o Grêmio com 10 homens. Renato Portaluppi ainda mandou a campo os garotos Pepê e Darlan, mas o Tricolor estava batido. A confirmação da classificação para a fase de grupos da Libertadores foi adiada, pelo menos, até o próximo domingo (1º), quando o Grêmio receberá o São Paulo na Arena.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer