Publicidades

13/11/2019 | 10:01 | Geral | Três de Maio

Policiais civis promovem paralisação por dois dias

Divulgação


Os servidores da Delegacia de Polícia de Três de Maio decidiram paralisar as atividades nestas quarta-feira (13) e quinta-feira (14) em protesto contra o pacote de medidas que altera o plano de carreira e a Previdência do funcionalismo estadual proposto pelo governo do estado. A paralisação, convocada pelo Ugeirm Sindicato, iniciou as 8h de hoje e vai até às 18 de amanhã. 


O sindicato orientou que seja mantido o atendimento somente de casos graves, como homicídios, latrocínios, feminicídios, Lei Maria da Penha com pedido de medidas protetivas, crianças vítimas, estupros e prisões em flagrante com análise criteriosa da autoridade policial, entre outros. A entidade de classe recomendou que sejam suspensas por exemplo diligências e investigações, operações e cumprimento de ordens judicias, confecção de inquéritos e termos circunstanciados.


Uma assembleia geral deve ser chamada para avaliar a possibilidade de deflagração de uma greve geral da categoria.


Neste período, ficam mantidos apenas atendimentos de casos de emergência, crimes contra a vida e em flagrante. Cartazes focam colocados na DP, anunciando a mobilização. 


Para a categoria, as propostas desestruturam as carreiras públicas e reduz o salário da categoria na medida em que aumenta a alíquota da previdência para aumentar o fluxo de caixa. Além disso, o governo pediu propostas, mas o sindicato reclama que o pacote de medidas já estava pronto.


Os policiais também reclamam que estão há quatro anos recebendo os salários com atraso e mais recentemente em parcelas.


Os projetos de lei e a proposta de emenda à Constituição Estadual que fazem parte da reforma estrutural do governo serão protocolados pelo Executivo na Assembleia Legislativa até esta quinta.

Fonte: Rádio Colonial

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer