Publicidades

13/11/2019 | 05:19 | Educação | Três de Maio

Setrem implanta modelo pedagógico inovador

Instituição inova na reestruturação dos seus cursos superiores e transforma as aulas em experiências vivas de aprendizagem

SETREM/divulgação


Proporcionar um mundo de oportunidades com uma base consistente de formação é o propósito da Setrem, que oferece um modelo pedagógico inovador para o estudante viver experiências, ser a inovação e conquistar! Pesquisas atuais na área da educação comprovam que o processo de aprendizagem é único e diferente para cada ser humano. Cada um aprende o que é mais relevante e faz sentido para si, o que gera conexões cognitivas e emocionais. “Por isso, a Setrem considera a participação efetiva dos estudantes na construção dos seus conhecimentos, desenvolvendo a prática pedagógica por meio de metodologias ativas, ou seja, transformamos as aulas em experiências vivas de aprendizagem”, destaca Mauro Nüske, vice-diretor de Ensino Superior da instituição.



A Setrem, conectada com as ideias de grandes pensadores da educação, incentiva seus estudantes para um mundo de interações, colaboração e convivência entre as pessoas, de diversidade cultural, respeito às ideias, às perspectivas e aos diferentes valores. Desta forma é fortalecida a consciência de que suas vidas serão afetadas por questões que transcendem as fronteiras onde vivem. O estudante vai aprender a conhecer (por meio do desenvolvimento de uma visão sistêmica e da capacidade criativa), aprender a fazer (através do protagonismo e do conhecimento técnico), aprender a conviver (nas interações com o outro) e aprender a ser (muito mais do que um indivíduo, mas um ser humano integral).



“Diante disso, desenvolver experiências de aprendizagem que proporcionem o desenvolvimento de soluções para os problemas do cotidiano torna-se um dos maiores desafios pedagógicos da Setrem. “Para tal, investimos em visitas técnicas, ambientes inovadores, formação continuada de professores e suporte pedagógico intenso. Iniciativas que têm nos mostrado resultados importantes e que ficam evidentes pela aproximação de empresas pela rapidez com que os egressos ocupam lugares de destaque no mercado de trabalho”, explica Renati Fronza Chitolina, coordenadora pedagógica da instituição.



Qualificação e inovação



Para chegar até este momento de mudanças de elevada importância, foi necessário planejamento, qualificação e, acima de tudo, inovação nos ambientes, no processo pedagógico e nas pessoas. “A partir da constatação de que havia um distanciamento cada vez maior entre as instituições de ensino superior e um mercado em evolução constante, como com a indústria 4.0, o Ministério da Educação (MEC) publicou, em dezembro de 2018, resolução que trata da necessidade de todos os currículos de cursos superiores implementaram, num período de três anos, 10% da carga horária em atividades curriculares de Extensão, através da Curricularização da Extensão. Esta resolução gera maior proximidade do que se ensina e pesquisa no meio acadêmico com a realidade local e regional.



“Na prática, o MEC busca com isso a efetividade do tripé Ensino, Pesquisa e Extensão, para que de fato os estudantes coloquem em prática o que aprendem em seus cursos. Para tanto, essas atividades devem ser realizadas no contraturno das aulas, com o estudante sendo protagonista da atividade, de cunho social. Nessa direção, a Setrem já vem se destacando, tendo conquistado destaque na atuação em empresas e em eventos”, aponta Nüske, citando a presença de acadêmicos da instituição em equipes vencedoras de Hackatons realizados na região e obtendo destaque em programas de estágio de grandes indústrias do Noroeste do RS. 



“Essas são algumas das evidências de práticas que confirmam o quanto a Setrem está cada vez mais próxima do mercado, se destacando através da experiência e inovação, características essenciais para quem vislumbra se diferenciar dentre os demais. Para chegar nesse patamar, além da qualidade em tudo que faz, os investimentos têm sido importantes para esse reconhecimento”, complementa o vice-diretor.



Inovando nos ambientes



Ambientes inovadores vêm sendo implantados gradativamente na Setrem, como a Sala de Inovação Pedagógica e o Espaço Maker. “Destaque também para a Incubadora Tecnológica, o Laboratório de Pesquisas Avançadas para Computação em Nuvem (LARCC), a Sala de Robótica, o Laboratório de Agentes de Controle Biológico (Lacobios), a Área Experimental, a Escola Fazenda e mais de 20 outros espaços de aprendizagem utilizados pelos docentes para atividades que ultrapassam a sala de aula.



Inovação no processo pedagógico



Segundo Renati, todos os cursos superiores passam a ter projetos estratégicos voltados para o mercado e a comunidade, definidos a partir do Planejamento Estratégico Institucional. “Eles têm o propósito de gerar aproximação com empresas, instituições e organizações, buscando as demandas reais de cada local ou região. Isso possibilitará aos acadêmicos a identificação de situações-problemas, sendo analisados dentro de cada um dos cursos, com retorno às empresas com sugestões de solução”, detalha. Todo o corpo docente foi capacidade em Metodologias Ativas, proporcionando subsídios para a estruturação de aulas diferenciadas, com criatividade e o uso de diferentes metodologias e ferramentas, instrumentalizando-os para inovar no processo pedagógico.



 Como ingressar na Setrem



Para ingressar em um dos nove cursos superiores oferecidos pela Setrem – Administração, Agronomia, Direito, Enfermagem, Engenharia de Computação, Engenharia de Produção, Pedagogia, Psicologia e Sistemas de Informação, é preciso participar do Vestibular Setrem 2020. As inscrições vão até o dia 22/11 e a prova é em 23/11, às 14h, no Campus Setrem, somente redação. Também é possível ingressar utilizando a nota da redação do Enem. Mais informações e inscrições em setrem.com.br/vestibular


Fonte: Assessoria SETREM

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer