Publicidades

22/08/2019 | 12:07 | Praia Notícias | Polícia

PC recupera em Itapema e Tijúcas-SC carga de carne roubada com carreta em São Luiz Gonzaga

Polícia Civil/Divulgação


A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão ao Roubo e Furto de Cargas (DRFC), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), sob a coordenação do Delegado Alexandre Luiz Fleck, nesta quarta-feira (22), efetivou a prisão de um indivíduo, identificou outros suspeitos e recuperou 21 toneladas de carne roubada nas cidades de Tijucas/SC e Itapema/SC.


Em 13 de agosto de 2019, na cidade de São Luiz Gonzaga, indivíduos subtraíram, mediante grave ameaça exercida com arma de fogo, uma carreta contendo aproximadamente 21,1 toneladas de carne bovina (picanha), proveniente da Argentina. Após o recebimento de informações e investigações, a Especializada diligenciou na cidade de Palhoça/SC e, posteriormente, Tijucas/SC. Nesta cidade, realizou a prisão de um indivíduo, encontrando em sua posse 313 caixas da carga roubada, num peso aproximado de 5,2 toneladas. Além disso, também possuía aproximadamente 1,7 toneladas de carne identificada como sendo proveniente de outro roubo, ocorrido em Presidente Prudente/SP.


Após, em novas diligências, na cidade de Itapema, foi encontrado um sítio, onde em conteineres, que pertenciam a uma panificadora e eram alugados para o gerente de um supermercado de Itapema/SC, mais 841 caixas da carne proveniente do roubo de São Luiz Gonzaga, num peso aproximado de 14,2 toneladas. Testemunhas do fato, bem como um funcionário do suspeito que compareceu ao local para carregar a carne, durante a diligência, confirmaram a autoria do delito de receptação. O suspeito, porém, não foi encontrado. 


Assim, foi recuperada a quase totalidade da carne roubada em São Luiz Gonzaga, avaliada em aproximadamente R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais) além de parte da carga subtraída em Presidente Prudente/SP.


O Del. Fleck ressaltou que a ação da especializada serviu, além para a recuperação da carga, para a obtenção de importantes provas na determinação da autoria e materialidade do roubo, bem como no entendimento da cadeia de receptação.


Os procedimentos de praxe são tomados na Delegacia de Polícia de Itapema/SC. Após, o preso será conduzido ao sistema prisional.

Fonte: Paulo Marques Notícias

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer