Publicidades

18/07/2019 | 00:28 | Esporte

Grêmio vence o Bahia e garante classificação para a semifinal da Copa do Brasil

Equipe de Renato Portaluppi confirmou vaga com gol de Alisson no segundo tempo

Alisson comemora seu gol junto a Everton e Maicon - Marcelo Malaquias / FramePhoto/Folhapress


Brilhou a estrela de Alisson e o Grêmio venceu o Bahia por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (17), garantindo a classificação às semifinais da Copa do Brasil. O camisa 23, que era cotado para nem começar o jogo na Arena Fonte Nova — que registrou seu recorde de público —, marcou um gol e causou a expulsão de um atleta do time da casa, sendo o craque do jogo.


O Grêmio começou a partida parecendo que estava em casa. Era o time de Renato que tinha a bola e controlava as ações ofensivas. Tanto que a primeira finalização foi do time gaúcho, aos cinco minutos. Depois de ganhar um escanteio, Jean Pyerre cruzou, o lateral-esquerdo Moisés cortou e Matheus Henrique chutou, da entrada da área, sobre a meta defendida por Douglas Friedrich. A resposta do Bahia veio aos nove minutos, também na bola aérea. Mas Gilberto cabeceou fraco, nas mãos de Paulo Victor.


Para tentar equilibrar as ações, o técnico Roger Machado adiantou as linhas da sua equipe, que passou a pressionar a saída de bola gremista. Assim, o jogo ficou mais parelho, ainda que nenhum dos times assustasse a meta adversária.


A grande chance dos donos da casa surgiu após uma falta discutível de Kannemann em Elton, que rendeu um cartão amarelo para o argentino, aos 24 minutos. Ramires jogou a bola na área, a zaga cortou e, na sobra, Lucas Fonseca chutou forte para boa defesa do goleiro gremista.


O Tricolor gaúcho voltou a arriscar só aos 33 minutos, depois de uma ligação direta de Paulo Victor. Everton ficou com a bola e escorou para André, que finalizou de primeira para fácil defesa de Douglas. Rapidamente o goleiro do Bahia lançou Gilberto, que deu uma casquinha na bola para que ela chegasse onde estava Artur. O perigoso meia-atacante passou por Cortez e chutou com perigo, à esquerda do gol gremista.


A melhor chance do Grêmio tem em sua origem uma bela jogada de Jean Pyerre, aos 42. O garoto deu um drible de futsal na entrada da área e encontra André no meio. O centroavante finalizou rasteiro, no canto, mas Douglas espalmou para escanteio. Alisson cruzou, a defesa afastou e, na sobra, depois de uma bate e rebate, Matheus Henrique chutou para nova defesa do goleiro do Bahia.


Assim terminou o primeiro tempo, com o Grêmio tendo 67% da bola de bola, mas apenas quatro finalizações — duas a gol. Já a equipe de Roger Machado, apesar de ter pouco o domínio do jogo, conseguiu chutar seis vezes, também acertando duas vezes o alvo. E, para o capitão Maicon, ganharia quem estivesse mais concentrado.


— É decisão, último jogo hoje, quem tiver mais concentração vai sair vencedor. Fizemos um bom primeiro tempo, tivemos o controle na maior parte do tempo, conseguimos finalizar. Temos de ter mais paciência no último passe — destacou o volante na saída para o intervalo.


A etapa final começou sem alterações em relação à primeira — nem nos times, nem no jogo. O Grêmio seguia com a bola, buscando o ataque, e o Bahia à espera de um contra-ataque. A primeira finalização gremista no segundo tempo foi aos 10 minutos, com Everton. Ele arrancou pela esquerda, cortou para o meio e arriscou mal, para fora, o que deixou Renato irritado na casamata.


Três minutos depois, o Bahia teve uma grande chance com Gilberto. Ele ganhou uma dividida contra Geromel dentro da área e a bola sobrou para o centroavante do time da casa, que chuta fraco, nas mãos de Paulo Victor.


Aos 17 minutos, Jean Pyerre sentiu cãibra e deu lugar a Luan. Mas quem acabou sendo decisivo foi Alisson. O meia-atacante recebeu um lindo passe de Matheus Henrique, entortou dois marcadores e finalizou rasteiro, com a perna esquerda, no canto esquerdo de Douglas: 1 a 0 para o Grêmio.


A partir do gol gremista, o jogo mudou. O Bahia precisou arriscar mais e a torcida cantava "eu acredito" como forma de incentivo para os jogadores. Roger sacou o volante Elton e colocou o meia-atacante Shaylon, aos 22.


O time de Renato, por sua vez, passou a explorar os contra-ataques. E foi assim que Alisson arrancou e acabou derrubado por Moisés. Inicialmente, o árbitro Bráulio da Silva Machado assinalou pênalti. Mas, ao consultar o VAR, voltou atrás e deu falta fora da área — além de expulsar o lateral-esquerdo do Bahia. Na cobrança, aos 32 minutos, Luan mandou em direção ao gol e Douglas espalmou para escanteio.


O Bahia ainda mandou a campo Fernandão, que quase marcou. Mas ficou no 1 a 0 para o Grêmio, que manteve o sonho do time gaúcho de conquistar pela sexta vez a Copa do Brasil e seus mais de R$ 60 milhões em prêmios.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer