Publicidades

18/02/2019 | 11:06 | Educação

Docente da Setrem lança livro sobre Extensão Rural

Pesquisa da Dra. Cléia dos Santos Moraes discute a revolução científica na área e propõe o novo paradigma da sustentabilidade

Eduardo Erthal/Setrem


Com o objetivo de fomentar reflexões e debates teóricos sobre a Extensão Rural e as transformações que ela sofreu ao longo dos anos, a Dra. Cléia dos Santos Moraes, docente dos cursos de Agronomia, Pedagogia e Psicologia da Faculdade Três de Maio – Setrem, lançou, recentemente, o livro “Uma revolução científica da Extensão Rural e a emergência de novo paradigma”, pela editora Appris.


A obra é baseada na tese de doutorado da autora, apresentada no Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), com orientação do Dr. José Geraldo Wizniewsky, que também escreve o prefácio do livro. “Depois de uma análise no Banco de Teses da Capes, a editora solicitou a publicação no formato de um livro, pois é um tema que não possui muito material teórico publicado”, conta Cléia.


Após um ano de trabalho para adaptar a tese e atualizar os dados, o livro foi lançado em novembro de 2018, durante o X Congresso da Associação Latino-Americana de Sociologia Rural (ALASRU), em Montevideo, no Uruguai.


O processo de Revolução Científica


No livro, Cléia apresenta e discute o processo de revolução científica que ocorreu na Extensão Rural, refletindo sobre o conceito de paradigma, proposto pelo filósofo Thomas Kunh, e o conhecimento disponível em publicações sobre o tema. “Analisei mais de 300 dissertações apresentadas no Programa da UFSM. Selecionei cerca de 20 trabalhos que tinham o objetivo de estudar o serviço de Extensão Rural, para saber o que estava sendo estudado, quais os conceitos que estavam sendo utilizados”, comenta.


A partir da análise desses conceitos, a docente da Setrem concluiu que houve, de fato, uma revolução científica dentro da Extensão Rural. “Saímos de um paradigma de difusão de inovações, o que consistia, basicamente, em impor um conhecimento ao agricultor. A partir da década de 1990, começamos a falar em sustentabilidade, o que significa respeitar o meio ambiente, o cidadão, a cultura dele”, explica Cléia.


O paradigma da sustentabilidade


O novo paradigma, segundo a pesquisadora, é o paradigma da sustentabilidade, que coloca para a comunidade científica profundas transformações no fazer da Extensão Rural, proporcionando condições para o desenvolvimento de projetos e ações inovadores que possam beneficiar, de fato, os agricultores e a agricultura, respeitando saberes e recursos naturais.


“Hoje, os dois principais conceitos da Extensão Rural que discuto no livro são a educação e a comunicação. Primeiro, porque é um processo educativo por natureza e, segundo, não existe uma educação sem o diálogo. Agora eu não só repasso a informação para o agricultor, eu vou dialogar com ele e juntos vamos construir aquilo que é necessário para melhorar o seu sistema produtivo”, completa Cléia. O livro está disponível para venda no site da editora Appris e diretamente com a autora.


Sobre a autora


Cléia dos Santos Moraes é graduada em Agronomia pela UFSM e em Formação de Professores para a Educação Profissional pela mesma universidade (2010), mestre e doutora em Extensão Rural pela mesma Instituição (2006 e 2013). Trabalhou na Emater-RS/Ascar onde atuou como coordenadora do Núcleo de Cooperativismo do Escritório Regional de Santa Rosa e, como assistente técnica regional, no mesmo escritório, trabalhou com agroindústrias familiares.


É professora dos cursos superiores de Agronomia, Pedagogia e Psicologia, além de docente no curso de pós-graduação em Formação Pedagógica para Docentes Profissional, Técnica e Tecnológica da Sociedade Educacional Três de Maio – Setrem. Também atua como colaboradora da Rede Ecovida de Agroecologia – Núcleo Missões.

Fonte: Assessoria SETREM

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer