Publicidades

31/12/2018 | 05:57 | Geral

Bombeiros registram mais de 5,5 mil queimaduras de águas-vivas no domingo

Desde o dia 15 de dezembro, são mais de 12 mil casos

Água calma e quente atrai as colônias de águas-vivas para perto da orla - Cid Martins / Agência RBS


O domingo (30) foi o dia com o maior número de registros de queimaduras de banhistas no litoral do Rio Grande do Sul até agora nesta temporada. Foram 5.555 casos que representam cerca de 45% de todos os registros neste verão desde o dia 15 de dezembro deste ano. O acumulado é de 12.160 ocorrências. 


No sábado, foram 3,2 mil casos. No entanto, os Bombeiros acreditam que o número deve ser muito maior porque grande parte dos banhistas não registra nas guaritas. O comandante da Operação Golfinho, tenente-coronel Jefferson Ecco, diz que bandeiras roxas com alertas são colocadas na faixa de areia nos locais onde mais tem incidência de queimaduras. Segundo ele, são fatores para o grande número de casos neste domingo o grande número de veranistas na orla, água quente, corrente lateral e séries de ondas mais fracas. 


- Esses dois últimos fatores fazem com que a colônia de águas-vivas se aproxime da linha de banho, consequentemente, os banhistas também avançam mais e aí os casos aumentam - relata Ecco. 


Os salva-vidas orientam ter cautela, principalmente nas áreas com bandeiras roxas, bem como usar nos locais queimados uma mistura de 50% de água doce com 50% de vinagre, não esfregar e não ficar exposto ao sol após a aplicação. 

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer