Publicidades

18/12/2018 | 18:14 | Educação | Três de Maio

Pelo sexto ano consecutivo, Setrem é a melhor faculdade da região Fronteira Noroeste

Avaliação divulgada pelo MEC nesta terça-feira (18) também coloca o curso superior de Pedagogia da Setrem como o melhor da região pelo segundo ciclo avaliativo

SETREM/divulgação


Pelo sexto ano consecutivo, a avaliação do Ministério da Educação (MEC) coloca a Faculdade Três de Maio (Setrem) como a primeira colocada entre todas as faculdades da região Fronteira Noroeste do Rio Grande do Sul. Este resultado é obtido através dos Indicadores de Qualidade da Educação Superior 2017 que revelam, em uma escala de 1 a 5, a avaliação dos cursos de graduação e das instituições de educação superior brasileiras.


A Setrem manteve a nota 3 no Índice Geral de Cursos (IGC). No IGC contínuo, o qual detalha a pontuação de cada instituição, a colocou acima de todas as demais faculdades da região. “Todas as avaliações feitas pelo MEC refletem nas demandas que as instituições de ensino têm para os anos seguintes, tanto nas pretensões de ofertas de financiamento, como o FIES e, também, na oferta de vagas pelo ProUni. Isso coloca a Setrem com condições de ofertar, novamente, quantitativos que deem conta da demanda dos estudantes que buscam cursos superiores na região”, afirma o vice-diretor de Ensino Superior, Mauro Nüske.


O IGC avalia infraestrutura, proposta pedagógica, desempenho dos concluintes no Enade e também questões de regime de trabalho e qualificação do corpo docente. De acordo com a avaliação divulgada pelo MEC, o curso superior de Licenciatura Plena em Pedagogia da Setrem atingiu o conceito máximo (5) no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e novamente no Conceito Preliminar de Curso (CPC), pelo segundo ciclo avaliativo consecutivo. “Somos o melhor curso de Pedagogia da região e estamos entre os melhores do estado do RS”, declara Nüske. Os demais cursos avaliados no Enade, como Engenharia de Produção, Sistemas de Informação e Tecnologia em Redes de Computadores, também alcançaram resultados positivos. “Destaque para a evolução do curso de Engenharia de Produção, que se configura como o melhor entre todos os cursos avaliados da região”, completa.


Ao todo, são indicadores de qualidade da educação superior: Conceito Enade; Índice de Diferença de Desempenho (IDD); Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC). Eles mantêm relação direta com o Ciclo Avaliativo do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) do MEC e, portanto, são avaliados segundo as áreas de avaliação vinculadas a um dos ciclos acima. 

Fonte: Assessoria SETREM

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer