Publicidades

22/11/2018 | 05:15 | Esporte

Grêmio perde para o Flamengo e se complica em briga pelo G-4

Com gol de Uribe e Diego, a equipe carioca venceu por 2 a 0 e se garantiu entre os quatro

Ramiro (D) com a bola durante confronto contra o Flamengo - Lucas Uebel / Gremio.net


O projeto G-4 do Grêmio está ameaçado. Após a derrota por 2 a 0 para o Flamengo, gols de Uribe e Diego, n, no Rio, o time de Renato Portaluppi terá de torcer por uma vitória do Vasco sobre o São Paulo, na quinta-feira (22) , para não cair para o quinto lugar. Se os paulistas ganharem, abrirão três pontos de vantagem sobre a equipe gaúcha a duas rodadas do término do Brasileirão. O próximo compromisso gremista será contra o Vitória, no domingo, em Salvador.


Em um Maracanã repleto de flamenguistas, um ambiente que Renato tantas vezes vivenciou como jogador, o técnico foi questionado pela reportagem do canal Premiere, sentado em uma das poltronas da casamata dos visitantes, se mudará de lado em 2019.


— Quando acabar o campeonato a gente conversa. Me sinto à vontade no Rio, sempre gostei daqui — disse Portaluppi, pouco antes de a bola rolar.


O treinador se viu obrigado a realizar uma mudança no meio-campo do Grêmio. O capitão Maicon, com desgaste muscular, foi preservado e ficou no banco. Em seu lugar, Renato optou por utilizar Matheus Henrique como substituto. No ataque, Jael retomou a titularidade e André voltou a ser reserva.


Ainda que desfalcado de Lucas Paquetá, suspenso, e Henrique Dourado, vetado pelos médicos por infecção de pele, o Flamengo tomou a iniciativa em frente ao seu torcedor. O colombiano Uribe, que herdou a vaga de Dourado, tentou mostrar serviço. No primeiro minuto, quase aproveitou cruzamento de Diego, que foi rebatido por Paulo Victor. Depois, tentou finalizar em direção ao gol gremista, mas a bola explodiu na marcação. 


Com marcação alta, o Flamengo mantinha a bola no campo de ataque. Aos 11, Éverton Ribeiro levou perigo com um chute de fora da área, que passou por cima.


O Grêmio só foi responder aos 15. Após tabela com Ramiro, Leonardo Gomes, que voltava ao time após se recuperar de lesão muscular, apareceu na área e arriscou conclusão que foi afastada pela zaga carioca.


Mas o Flamengo voltou à carga. Com boa dose de oportunismo, Uribe aproveitou escanteio cobrado por Vitinho, aos 21, e subiu mais alto do que defesa gremista para cabecear na trave. Ainda que fosse superior, o time da casa não conseguia transformar o volume ofensivo em gols.


O Grêmio tentou levar perigo com um chute de longe de Ramiro, aos 31. Mas chance de gol, de verdade, foi o que teve Renê dois minutos depois. Após dividida entre Uribe e Cortez na área, a bola sobrou livre para o lateral-esquerdo que, com o gol escancarado e Paulo Victor batido, bateu por cima. Antes do intervalo, uma oportunidade para cada lado: Leonardo Gomes, aos 40, cabeceou para fora. Dois minutos depois, Diego arriscou finalização para a defesa de Paulo Victor.


O segundo tempo apresentou um Flamengo ainda mais contundente. E, logo no primeiro minuto, veio o gol em um lance polêmico. Após escanteio cobrado por Éverton Ribeiro, Réver ajeitou de cabeça e Uribe concluiu, com pé alto que encostou em Cortez, para as redes. Apesar das reclamações gremistas, o árbitro Braulio da Silva Machado confirmou o 1 a 0.


O gol despertou o Grêmio, que passou a . Logo em seguida, Jael arriscou conclusão à esquerda do goleiro César. O técnico Renato decidiu mandar Alisson a campo na vaga de Matheus Henrique, que havia levado o terceiro cartão amarelo e será desfalque contra o Vitória. Aos 15, o próprio Alisson fez boa jogada e cruzou na área para Everton, que ganhou de Rhodolfo e cabeceou para a defesa de César.


O Flamengo por pouco não ampliou no minuto seguinte. Após escanteio cobrado por Diego, Réver subiu alto e testou a bola com firmeza para vencer Paulo Victor. A sorte foi que Ramiro estava em cima da linha para evitar o pior.


O técnico Renato ainda mexeria mais duas vezes no Grêmio. Tirou Jean Pyerre e Jael, colocando Thaciano e André. A partir daí, o time gaúcho se atirou ao ataque. Aos 38, Leonardo Gomes cruzou para outro cabeceio de Everton, que foi desviado para o escanteio. No minuto seguinte, o Cebolinha tentou com uma finalização em chute rasteiro, defendido por César. Aos 42, o goleiro do Flamengo fez uma defesa de cinema em cabeceio de Geromel. 


Dois minutos depois, aos 44, veio o castigo derradeiro para o Grêmio. Em contra-ataque rápido puxado pelo colombiano Berrío, Diego concluiu para o fundo do gol de Paulo Victor. Agora, para não deixar o G-4, o time de Renato Portaluppi depende de uma vitória do Vasco sobre o São Paulo.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer