Publicidades

02/11/2018 | 17:12 | Polícia | Trânsito

Motorista de Corvette fura blitz, atropela agente e provoca perseguição e tiros em Porto Alegre

Homem de 37 anos tentou burlar bloqueio da Balada Segura e foi perseguido por viatura da BM

Corvette foi alvejado pela Brigada Militar ao longo de perseguição de cinco quilômetros nos bairros Floresta e Navegantes - Divulgação / Brigada Milit


Ao ser parado em uma blitz da Operação Balada Segura, o motorista de um Corvette vermelho protagonizou uma perseguição hollywoodiana pelas ruas do bairro Floresta na madrugada desta sexta-feira (2), em Porto Alegre.


De acordo com o 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM), o motorista de 37 anos de um Corvette Z51 modelo 2014/2015 com placas do Rio de Janeiro se deparou com uma blitz da operação Balada Segura, localizada no encontro da Rua Barros Cassal com a Avenida Alberto Bins, à 1h15min.


Em vez de parar o carro, o condutor acelerou para burlar o bloqueio, ferindo nas pernas um agente de fiscalização da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). O carro — avaliado segundo a tabela Fipe em aproximadamente R$ 400 mil — foi perseguido por uma viatura da Brigada Militar.


A perseguição se estendeu ao longo de quase cinco quilômetros, e o condutor só parou o carro depois de três disparos dos policiais militares. Um deles atingiu o vidro lateral traseiro esquerdo do veículo. Ele seria interceptado na Avenida França, já no bairro Navegantes.


— Alcançamos um Corvette com um Corolla, viu só? Se não tivéssemos um carro bom como viatura... — comentou o comandante do 9º BPM, tenente-coronel Rodrigo Mohr.


Dentro do veículo, os policiais encontraram garrafas de cerveja, porções de maconha e comprimidos de ecstasy. Conforme o etilômetro, o motorista não estava embriagado. O licenciamento do veículo estava vencido e terminou recolhido pelo Detran. O condutor foi preso em flagrante por tentativa de homicídio e porte de entorpecentes — o caso será investigado pelo Departamento Estadual de Polícia Judiciária de Trânsito (DPTran), da Polícia Civil. O motorista foi encaminhado ao Presídio Central.


O agente da EPTC foi atendido pelo Hospital de Pronto Socorro e passa bem.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer