Publicidades

20/10/2018 | 19:30 | Esporte

Com reservas, Grêmio sai atrás e busca empate diante do América-MG

Com gol de pênalti, a equipe de Renato Portaluppi ficou no 1 a 1, em Belo Horizonte, e abriu sete pontos de diferença para o líder Palmeiras

Bressan (E) em disputa de bola no Independência - Mourão Panda / América FC/Divulgação


Após um primeiro tempo sofrível, o time reserva do Grêmio mostrou superação e buscou empate em 1 a 1 com o América-MG neste sábado (20), no Estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 30ª rodada do Brasileirão. Depois que Juninho abriu o placar para os mineiros na primeira etapa, Jean Pyerre, de pênalti, igualou o placar no segundo tempo. Agora, a equipe de Renato Portaluppi volta suas atenções para a Libertadores: na terça-feira, enfrentará o River Plate no jogo de ida pela semifinal. Temporariamente no G-4 do Brasileirão, o time gaúcho só voltará a campo pela competição no próximo sábado (27), contra o Sport, na Arena.


A divulgação da escalação antes do jogo foi um prenúncio das dificuldades que o Grêmio teria. Afinal, o treinador optou por utilizar Juninho Capixaba como extrema pelo lado esquerdo e manteve Marcelo Oliveira na lateral. Nomes que habitualmente são ficha 1 na equipe reserva, como Thaciano, Douglas e Pepê, ficaram no banco.


Os minutos iniciais foram de pouca qualidade em ambos os lados. Uma tentativa de drible de Thonny Anderson, que escorregou ao tentar passar pelo adversário, deu o tom do primeiro tempo. Na prática, foram vários erros de passe, de lançamentos e conclusões. Nada funcionava a contento na equipe reserva do Grêmio, com a exceção de Paulo Victor.


Não fosse pelo bom desempenho do goleiro, o time de Renato teria sofrido mais no Independência. Aos 18, na primeira chance de gol do jogo, Matheuzinho fez bom lançamento a Luan, que ganhou de Bressan na área. No entanto, Paulo Victor fechou o ângulo e a conclusão da equipe mineira foi para fora. O Grêmio respondeu no lance seguinte, ainda que timidamente. Foi quando Thonny lançou Kaio, que dividiu com Carlinhos e caiu dentro da área. A arbitragem mandou o jogo seguir.


A primeira chance de ataque do Grêmio ocorreu aos 31 minutos. Em arrancada pelo lado direito, Madson cruzou na área e João Ricardo espalmou. No rebote, Jean Pyerre dominou na frente da área e arriscou para fácil defesa do goleiro. 


Uma falha defensiva do Grêmio, no entanto, ajudou o América a abrir o placar. Aos 36, Juninho recebeu cruzamento livre dentro da área, entre Bressan e Marcelo Oliveira, e só teve o trabalho de deslocar Paulo Victor com um chute alto: 1 a 0. No minuto seguinte, quase veio o segundo. Após cobrança de escanteio de Gerson, Messias escorou para Luan, que concluiu no rosto de Paulo Victor. No rebote, Juninho ainda mandou chute por cima.


Os puxões de orelha de Renato ao time do Grêmio no intervalo deram resultado. A equipe voltou com mais energia e passou a pressionar o adversário. Com maior volume de jogo, o Grêmio teve boa chance aos nove minutos, com conclusão de Juninho Capixaba sobre o gol. Aos 10, Kaio recebeu na entrada da área e mandou chute firme, para defesa importante de João Ricardo.


A primeira mudança do América-MG foi benéfica ao Grêmio. Afinal, o centroavante Luan foi substituído por Ruy, o que fez a equipe mineira perder poder de fogo. Em seguida, Renato também fez uma alteração importante para sua equipe: tirou Marcelo Oliveira e colocou Pepê em campo.


Com Juninho Capixaba de volta para sua posição de origem e maior velocidade no lado esquerdo com Pepê, o gol de empate veio em seguida. Aos 15, Capixaba fez boa jogada individual e foi derrubado por Aderlan dentro da área. A arbitragem marcou pênalti, devidamente convertido por Jean Pyerre ao deslocar o goleiro do América.


Por pouco a virada não veio com Matheus Henrique. Aos 27, o volante passou por Matheus Ferraz com um drible curto e arriscou com perigo, perto do travessão mineiro. O Grêmio ainda fez mais duas mudanças, com as entradas de Douglas e Vico nas vagas de Kaio e Jean Pyerre. Mas o gol não veio. O empate, pelo desempenho das equipes, foi um resultado justo no Independência.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer