Publicidades

26/03/2014 | 12:02 | Saúde | Três de Maio

Diretor garante que projeto de Sta Rosa não ameaça Centro Oftalmológico do São Vicente de Paulo

Conforme o diretor do Departamento de Assistência Hospitalar, Marcos Lobato, a reivindicação da Clínica Ocular Center de Santa Rosa em ter um centro de oftalmologia no município é legítima, porém, o Hospital São Vicente de Paulo não corre risco de perder recursos

Foto: Divulgação


Conforme o diretor do Departamento de Assistência Hospitalar, Marcos Lobato, a reivindicação da Clínica Ocular Center de Santa Rosa em ter um centro de oftalmologia no município é legítima, porém, o Hospital São Vicente de Paulo não corre risco de perder recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) caso o projeto seja aprovado.


De acordo com o diretor do Hospital São Vicente, Samuel Meotti, a instituição dispõe de seis médicos oftalmologistas para fazer frente à demanda da especialidade de oftalmologia da região, realiza cerca de 700 consultas/mês, quando a meta exigida é de 1000 consultas.


A preocupação se deve ao fato de que a Clínica de Santa Rosa pleiteia a condição de entidade de referência regional na especialidade, o que poderia implicar perda de incentivos para a entidade tresmaiense. “O nosso atendimento é completo. O paciente consulta, pode fazer os exames e o procedimento, se necessário, no mesmo local. A população confia no nosso trabalho. Nossa dificuldade é manter profissionais oftalmologistas atuando no hospital”, detalhou o diretor do Vicente de Paulo.


Ele argumenta que foram investidos R$ 1,2 milhão em recursos públicos para a compra dos equipamentos oftalmológicos utilizados no hospital. “Atendemos 99% de SUS, temos recurso público investido, é natural que tenhamos preferência”, reforçou Copatti


Lobato explicou que a previsão de referências a entidades é pactuada com os municípios e não imposta pelo Departamento. “A demanda de abertura de novos serviços médicos e especialidades médicas nos municípios é dos gestores. E, nesse caso, partiu de Santa Rosa. Não se pode negar a eles, porque é um município grande. Mas se vai ser referência na região, isso não podemos afirmar, porque não é decisão nossa. No entanto, se houver impasse, a preferência é para a instituição filantrópica”, ressaltou, lembrando que a Clínica Ocular Center é particular.


Para resolver a questão, o diretor propôs que os serviços de oftalmologia de Santa Rosa, que dispõem de dois médicos e atende a cerca de 2500 consultas, sejam restritos à população de Santa Rosa. Assim, o Hospital Vicente de Paulo permaneceria com o serviço oftalmológico para Três de Maio e municípios vizinhos.

Fonte: Rádio Colonial AM

Mais notícias desta categoria

30/11/2019 | 07:25

Comitiva da saúde em Brasília

Publicidades


Mario Junior designer